Fevereiro 1, 2021
29703 rezaram

Rezemos pelas mulheres vítimas de violência, para que sejam protegidas pela sociedade e os seus sofrimentos sejam considerados e escutados.

Oração

Pai bom,
Tu que amas cada um dos teus filhos e filhas,
Faz frutificar em mim os dons do teu Espírito,
para que aprenda a amar como Tu amas.
Dá-me a graça de olhar para cada mulher com o olhar do coração,
o olhar capaz de dar pleno valor e encher-se de gratidão.
Peço-Te por todas as mulheres vítimas de violência,
que os seus sofrimentos sejam escutados e considerados,
e que me empenhe cada dia pela dignidade da sua vida,
sabendo que, como diz o Santo Padre,
“uma conquista a favor da mulher
é uma conquista em prol da humanidade inteira”.
Pai-Nosso…

Oração de oferecimento
Pai de bondade, eu sei que estás comigo.
Aqui estou neste dia.
Coloca mais uma vez o meu coração
junto ao Coração do teu Filho Jesus,
que se entrega por mim e que vem a mim na Eucaristia.
Que o teu Espírito Santo
me faça seu amigo e apóstolo, disponível para a sua missão de compaixão.
Coloco nas tuas mãos
as minhas alegrias e esperanças,
os meus trabalhos e sofrimentos,
tudo o que sou e tenho,
em comunhão com meus irmãos e irmãs desta rede mundial de oração.
Com Maria, ofereço-Te o meu dia
pela missão da Igreja
e pelas intenções de oração do Papa e do meu Bispo para este mês.

Atitudes

  • Descobrir e acolher o valor das mulheres, como nos propõe o Papa Francisco: “é inaceitável que uma pessoa tenha menos direitos pelo simples facto de ser mulher”. (FT, n. 121)
  • Dispor-me a escutar com atenção o sofrimento das mulheres que conheço, com tempo, com atitude de acolhimento. “Sei olhar com o coração? Sei olhar as pessoas, com o coração? Tenho a peito as pessoas com quem vivo?” (Papa Francisco, 01.01.20)
  • Tomar consciência das formas subtis e implícitas de violência que existem na sociedade, muitas delas toleradas e normalizadas nas conversas, preconceitos ou estigmas sociais. “Duplamente pobres são as mulheres que padecem situações de exclusão, maus-tratos e violência, porque frequentemente têm menores possibilidades de defender os seus direitos”. (Papa Francisco, EG, n.212)
  • Considerar o valor imprescindível que as mulheres trazem aos vários âmbitos da vida social, eclesial, laboral, política, etc. “Apesar das melhorias notáveis registadas no reconhecimento dos direitos da mulher e na sua participação no espaço público, ainda há muito que avançar nalguns países”. (Papa Francisco, AL, n.54)
  • Proteger com diligência as mulheres que sofrem, intervindo ou denunciando situações que conheço, ou colaborando com instituições que trabalham no apoio a mulheres vítimas de violência. “Se queremos um mundo melhor, que seja casa de paz e não palco de guerra, tenhamos a peito a dignidade de cada mulher”. (Papa Francisco, 01.01.20)
VikiFevereiro 2021